Causas da infertilidade masculina

29/10/2009 às 23:30 | Publicado em Cursos ICS, Dicas de saúde para a população | Deixe um comentário
Tags: , ,

ib_imfx_gg_060208_022A primeira causa de infertilidade masculina é a baixa produção ou a produção inadequada de espermatozóides, decorrente de varicocele, processos infecciosos ou inflamatórios, e disfunções hormonais “que, em muitos casos, podem ser revertidas com tratamento médico adequado”, informa o andrologista Rodrigo Lessi Pagani, professor do Curso de Pós-Graduação em Infertilidade Humana do ICS, Instituto de Ciências da Saúde. O aparecimento da varicocele, varizes que aparecem no cordão espermático, pode atrapalhar a produção dos espermatozóides, pois essas varizes fazem com que a temperatura escrotal e intratesticular aumentem, acarretando em alterações na produção dos gametas. “Entretanto, 15% da população geral têm varicocele e não apresentam nenhuma alteração da fertilidade. No entanto, na população infértil, a varicocele está presente em 40% dos homens”, afirma o médico, que também é fellow em Infertilidade Masculina e Cirurgia do Aparelho Reprodutivo Masculino pela Baylor College of Medicine em Houston – Texas. Em relação aos fatores comportamentais que podem comprometer a fertilidade, alguns requerem atenção especial nos dias de hoje, como o tabagismo. “Hoje, 35% dos homens em idade reprodutiva fumam, o que pode influenciar negativamente nas chances de sucesso de uma gravidez”, diz o médico. O tabagismo masculino está associado também à redução na qualidade do sêmen, incluindo baixa concentração de espermatozóides, motilidade, morfologia e efeito potencial na função espermática, além das alterações nos níveis hormonais. “Costumamos recomendar àqueles indivíduos que apresentam sêmen de qualidade marginal e história de infertilidade que deixem de fumar para que haja uma melhora da qualidade do sêmen”, diz o andrologista Rodrigo Pagani. A prática sexual sem o uso de preservativostambém é apontada pelo médico como um dos fatores que pode levar à infertilidade, devido às doenças sexualmente transmissíveis. Outro comportamento muito habitual é o uso, muitas vezes, o abuso de álcool e drogas, como a maconha, que afetam diretamente o funcionamento dos gametas masculinos. “O uso de anabolizantes também prejudica o funcionamento dos testículos, resultando em uma produção de espermatozóides com baixa capacidade de fecundação ou até mesmo na parada total de produção dos espermatozóides. Muitas vezes, esse bloqueio é definitivo, irreversível”, informa o andrologista. “A obesidade e o sobrepeso também contribuem para uma baixa na taxa de fertilidade masculina, pois provocam uma diminuição do número de espermatozóides”, explica o médico. O estresse é outro fator relevante. “Nos homens, o estresse causa problemas de impotência, dificuldades de ejaculação e alterações na qualidade dos espermatozóides”, explica Rodrigo Pagani.

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: